Aviation XP 2022

Aviation XP 2022

O Aeroparque Aldeia da Serra, localizado em Palmeira - PR, sediará nos dias 10 e 11 de junho a primeira edição do Aviation XP. O evento contará com palestras, mesas redondas, exposição de aeronaves, produtos, serviços e debaterá temas pertinentes à aviação geral.

Entre os participantes, estarão pilotos, donos de aeronaves, empresas de táxi aéreo, autoridades, administradores de aeroportos, empresas de handling dentre outros.

O Paraná foi o escolhido para receber o Aviation XP pela força que representa na região Sul em termos de aviação geral no país. Para se ter uma ideia do potencial do setor, o estado foi o que mais contribuiu para o crescimento de turboélices no Brasil entre os anos de 2019 e 2020, com um acréscimo de 16 aeronaves na frota.

“O grande número de empresas instaladas nos três estados da região, aliado ao grande potencial desenvolvido pelo agronegócio, posicionam o Sul do país como um mercado estratégico onde cada vez mais esse modal passa a ser utilizado como ferramenta de trabalho para o crescimento diário da região”, disse Junicley Soares, da Aeromecânica, uma empresa que atua no mercado aeronáutico há mais de 20 anos, tem sede em Curitiba, filiais em Ponta Grossa, em Recife (PE), e agora prepara a inauguração de um novo hangar de 2.100 m² no Aeródromo Aldeia da Serra, localizado a apenas 60 km da capital Curitiba.

“Acredito que a chegada da Aviation XP no Paraná, mirando o Sul do Brasil foca em um pedaço do Brasil que estava carente neste tipo de evento. RS/PR e SC ocupam 4º, 5º e 6º lugares respectivamente na balança do PIB Brasileiro, perdendo apenas para SP (uma máquina inalcançável), RJ (petróleo) e MG (minério)”, disse Wagner Aichner, responsável pelo Projeto e Incorporação do Aeroparque Aldeia da Serra, onde acontecerá o evento. 

“Projetamos e executamos um aeródromo com foco no operador de pequeno e médio porte, 99% do mercado executivo da nossa região”, disse Aichner. As operações foram iniciadas em 2017 com a oferta de 62 espaços para hangares em módulos de 600m². “Contamos hoje com aproximadamente 50% dos espaços já ocupados/construídos por hangares que variam de 600m² a 1800m² e 100% dos espaços vendidos.”

Segundo dados de 2020 do Anuário Brasileiro de Aviação Civil, o Paraná possui uma frota de 1.926 aeronaves convencionais, 288 helicópteros, 181 turboélices, 106 jatos e 3 anfíbios. E, quando se trata de aeródromos privados (sem considerar helipontos e helidecks), o estado também é o destaque da região com 69 unidades. Lá estão também importantes empresas do segmento de táxi aéreo, manutenção, entre outros.